Gestão de benefícios: da importância a implementação em 10 passos

christina-wocintechchat-com-eF7HN40WbAQ-unsplash

Gestão de benefícios são as ações tomadas pelos empregadores para administrar as vantagens oferecidas pelas empresas aos funcionários, além do salário. 

Para que a gestão de benefícios nas empresas engaje os profissionais, é importante que o gestor ofereça incentivos condizentes com as necessidades dos empregados e com a cultura da organização.

Neste artigo, vamos falar sobre o que é a gestão de benefícios, quais são as melhores práticas e qual a relação da gestão de benefícios com a gestão de recursos humanos. 

O que é gestão de benefícios?

A gestão de benefícios é a administração dos incentivos adicionais ao salário oferecidos pela organização. 

Ela envolve desde a  tomada de decisão até o gerenciamento operacional dos recursos. 

Os benefícios corporativos, como plano de saúde, plano odontológico e até mesmo seguro de vida, têm se mostrado uma ferramenta cada vez mais eficaz para que uma empresa possa formar e manter uma equipe leal e dedicada.

Além disso, contribuem para o bem-estar e saúde dos colaboradores e, com isso, a organização ganha em produtividade.

Quais os objetivos da gestão de benefícios?

O principal objetivo da gestão de benefícios é trazer resultados em relação à motivação pessoal da equipe para aumentar a produtividade e reter talentos.

Ela é uma forma de reconhecimento e valorização do trabalho dos colaboradores, muitas vezes, até mais relevante do que o próprio salário.

Atualmente, uma empresa que não investe em gestão de benefícios pode perder funcionários por não agregar valor a seus cargos e demonstrar interesse na manutenção da equipe.

Qual a importância da gestão de benefícios para as empresas?

Ter uma gestão de benefícios estruturada é essencial para fortalecer o clima organizacional da empresa.

Assim, a organização também cria condições para que os trabalhadores alcancem seus objetivos profissionais e pessoais, e se sintam motivados a permanecer em suas funções.

O investimento nessa área contribui, inclusive, para uma a construção de uma imagem sólida, respeitável e confiável para a empresa no mercado.

Gestão de benefícios: quais as vantagens traz para as empresas?

Oferecer um bom pacote de benefícios é importante para a empresa demonstrar que entende as necessidades de seus profissionais, reconhece e valoriza sua importância para a companhia.

Dentre os benefícios que a empresa pode incluir estão:

  • Convênio médico e odontológico;
  • Seguro de vida;
  • Previdência privada empresarial;
  • Vale-alimentação e vale-refeição;
  • Vale-transporte;
  • Auxílio-moradia;
  • Auxílio-escola;
  • Auxílio-maternidade;
  • Vale-cultura;
  • Vale-academia;
  • Bolsa de estudos;
  • Viagens internacionais para cursos de especialização, workshops e trocas de experiências;
  • Participação nos lucros e resultados;
  • Flexibilização de horário;
  • Home office;
  • Trabalho híbrido (parte na empresa, parte em casa), entre outros. 

Atualmente, o salário não é a única preocupação dos funcionários. Ter acesso a um conjunto de incentivos possibilita um aumento significativo em sua produção, satisfação e lealdade.

Gestão de benefícios: como fazer?

Se você não sabe por onde começar, uma boa estratégia é contratar uma consultoria especializada para fazer a gestão de benefícios para sua empresa.

A vantagem da consultoria é que ela tem experiência de mercado, contato estreito com as operadoras de benefícios e pode auxiliar sua área de Recursos Humanos na gestão do dia-a-dia. 

Para fazer uma boa gestão de benefícios considere as seguintes orientações:

  • Analise os seus recursos e o que deve ser obrigatório;
  • Conheça o seu público e entenda quais são as necessidades dele;
  • Esteja atento à convenção coletiva e à legislação da categoria;
  • Aposte em reconhecimento e recompensas;
  • Estabeleça regras e políticas claras;
  • Avalie o custo-benefício;
  • Desenvolva uma estratégia alinhada com a cultura e valores da empresa. 

Quais são as melhores práticas em gestão de benefícios?

A melhor gestão de benefícios é aquela que está de acordo com a missão, propósito, valores e objetivos do seu negócio, sem que isso represente um problema no que se refere aos seus custos operacionais.

Assim, você pode adotar algumas práticas que podem ajudá-lo a fazer uma gestão eficaz para trazer resultados satisfatórios tanto para sua organização, quanto para os seus colaboradores. 

Crie regras e políticas claras

Estabelecer regras e políticas bem definidas é fundamental para o sucesso da gestão de benefícios na sua empresa.

Não basta ter um bom conjunto de incentivos sem que isso seja comunicado de forma clara e transparente para os seus funcionários.

Por isso, é importante realizar pesquisas internas e conhecer bem o seu público para entender suas demandas e identificar o que eles valorizam, antes de montar o seu pacote de benefícios.

Mantenha o canal de comunicação aberto com a equipe

Uma boa gestão é feita com diálogo aberto e acolhimento. 

O funcionário que percebe que é ouvido e que suas necessidades são levadas em consideração trabalha melhor e mais feliz. 

Além disso, a empresa ganha na retenção de talentos e na imagem para o público externo. Colaboradores satisfeitos transmitem seu entusiasmo a respeito da organização e contribuem para a reputação corporativa. 

Utilize ferramentas de controle

Desenvolver ferramentas de controle, seja por meio de planilhas ou sistemas de gestão é fundamental para manter o gerenciamento das informações de forma organizada e estruturada.

Acompanhar e revisar periodicamente os incentivos deve fazer parte da rotina da gestão de benefícios para uma empresa que deseja ter mais agilidade e maior controle dos seus processos. 

10 principais erros na gestão de benefícios

Apesar de ser uma prática cada vez mais comum e necessária nas empresas, há alguns erros que as organizações cometem na hora de gerir seus benefícios.

É preciso entender o que não fazer para não ter prejuízos financeiros e emocionais para a organização e seus colaboradores. 

Veja os 10 principais erros que devem ser evitados:

  1. Não fazer uma pesquisa antes de estabelecer o pacote de benefícios para conhecer o seu público e o que é mais importante para ele;
  2. Não documentar por escrito quais são as regras e políticas dos benefícios;
  3. Não informar a respeito dos incentivos nas ofertas de vagas e entrevistas de emprego;
  4. Não incluir o colaborador no pacote de benefícios já no processo de admissão;
  5. Demorar a excluir o cadastro do colaborador que foi desligado, como no caso do plano de saúde, por exemplo, e continuar arcando com custos desnecessários;
  6. Não informar ao colaborador sobre os status dos benefícios, como, por exemplo, os detalhes da utilização do convênio médico, reembolso, carência e valor da mensalidade;
  7. Não transmitir às equipes informações sobre atualizações dos benefícios, como aumento de taxas, mensalidades e exclusão de beneficiários;
  8. Não ter um canal de comunicação aberto para que os colaboradores possam falar sobre os benefícios, suas percepções e necessidades;
  9. Não ser transparente e claro na divulgação dos benefícios para o público interno;
  10. Não ter ferramentas de controle para análise, monitoramento e revisão das políticas de benefícios. 

Gestão de benefícios: o que faz o gestor de benefícios?

O gestor de benefícios é o profissional responsável por todo o gerenciamento da política de benefícios e das vantagens oferecidas aos funcionários, além do salário.

Em geral, ele é um profissional da área de Recursos Humanos, mas pode ter outras formações, como administração de empresas, a depender do perfil da organização e do negócio.

O gestor precisa ter uma visão ampla da empresa e conhecer bem o perfil dos funcionários, para que a gestão de benefícios seja eficaz.

Características pessoais como ser bom ouvinte, se comunicar com clareza e ter interesse genuíno pelo bem-estar das pessoas são relevantes para esse cargo.

Qual a relação da gestão de benefícios com a gestão de recursos humanos?

A motivação e fidelização dos funcionários têm se tornado um dos principais pilares da gestão administrativa de uma empresa.

Afinal, de todos os recursos que uma empresa precisa dispor para ser bem-sucedida, os recursos humanos são considerados os mais importantes.

Os funcionários são responsáveis por cumprirem as metas e objetivos da empresa, elevando seus resultados. Assim como podem gerar prejuízos à organização, caso estejam desmotivados.

Uma das maneiras de aumentar a produtividade e reter talentos é por meio da gestão de benefícios. 

Desta forma, ela se torna uma ferramenta importante e uma aliada na gestão dos recursos humanos da empresa. 

Quando os colaboradores de uma empresa estão satisfeitos com seu trabalho e se sentem reconhecidos pela empresa, tornam-se verdadeiros parceiros do negócio. 

Assim, eles fazem muito além do que as suas obrigações, preocupando-se com o desenvolvimento da empresa.

O que pode ser feito para melhorar a gestão de benefícios?

Uma empresa que se preocupa com o bem-estar dos funcionários deve estar periodicamente realizando pesquisas de clima e de satisfação para medir a motivação e o interesse da equipe no seu trabalho.

Neste sentido, avaliar o grau de satisfação com os benefícios oferecidos e identificar novas necessidades pode ser crucial para o desempenho da gestão de incentivos. 

Além disso, proporcionar ambientes de trabalho mais atrativos que estimulem os colaboradores a serem mais produtivos, com flexibilização de horário e espaços de convivência, por exemplo, contribuem para o aumento do clima organizacional.

Todas as ações que ofereçam vantagens para os colaboradores, de forma adicional ao salário, podem ser incluídas na gestão de benefícios. 

Agora que você já entendeu a importância da gestão de benefícios para o sucesso de uma empresa e satisfação dos funcionários veja Cotação plano de saúde empresarial: como escolher o melhor custo-benefício em 5 passos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Inscreva-se na nossa Newsletter