Implante de Silicone: como funciona, o que saber antes de realizar e qual a cobertura do plano de saúde

implante de silicone

No Brasil, o sonho de realizar a cirurgia de implante de silicone já é uma realidade comum entre as mulheres. 

A ampla divulgação da cirurgia e a facilidade para pagamento facilitaram o acesso para a realização do procedimento.

Desta forma, a colocação de prótese de silicone está entre os principais procedimentos realizados no Brasil, no que se refere a cirurgias plásticas.

São cerca de 200 mil cirurgias realizadas anualmente, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Além de aprimorar o formato das mamas e o contorno corporal, a colocação de prótese de silicone ainda melhora a autoestima das pacientes.

Neste artigo nós vamos falar sobre o que é cirurgia implante de silicone, qual o valor, como é realizada, se o plano de saúde cobre ou não cirurgia, tamanho das próteses e os cuidados no pós-operatório.

O que é a cirurgia de implante de silicone?

A cirurgia implante silicone, também chamada de mamoplastia de aumento, é um procedimento cirúrgico que tem como objetivo aumentar o volume das mamas.

Além disso, seu objetivo é proporcionar um melhor contorno, firmeza e simetria para os seios.

Considerada uma das cirurgias preferidas das brasileiras, é um processo simples e pouco invasivo.

Quando o implante de silicone é indicado? 

A cirurgia é indicada para pacientes que desejam aumentar o tamanho das mamas. 

O implante de silicone também é recomendado para casos em que houve o comprometimento da sustentação e firmeza das mamas, como as mulheres cuja perda de peso ou gravidez alteraram o formato dos seios. 

Mulheres que tenham assimetria entre as mamas também podem ser beneficiadas por esta cirurgia.

3 tipos de cirurgia para implante de silicone

Mamoplastia com incisão areolar

O implante de silicone com incisão areolar é pouco invasivo ao corpo da paciente.

O cirurgião realiza uma incisão em volta da aréola por onde a prótese será colocada.

Em seguida, o tecido mamário é separado para que se chegue à área em que o silicone será implantado.

Após a colocação do silicone, o cirurgião verifica se os seios estão simétricos. Com isso, ele finaliza e realiza o fechamento com suturas.

A cicatriz com esse procedimento é quase imperceptível. Ela diminui com o tempo, mas varia de paciente para paciente. 

Fatores como idade e peso, por exemplo, influenciam na cicatrização.

Implante de silicone axilar

Essa técnica é a preferida de muitas mulheres por não deixar quase nenhuma cicatriz.

A prótese, nesse caso, é colocada através de uma incisão na axila. Contudo, o pós-operatório exige muito cuidado, já que limita os movimentos dos braços.

A técnica é muito indicada para mulheres que tenham dificuldade em cicatrização ou propensão a queloides.  Assim, o  cirurgião escolhe um local onde a cicatriz é menos visível.

Mamoplastia com incisão submamária

Essa é considerada por muitos cirurgiões como a melhor técnica para o implante de silicone nas mamas.

A incisão é realizada na dobra inferior dos seios, ficando a cicatriz localizada abaixo deles. Assim, muitas mulheres a preferem por ter uma cicatriz realmente muito discreta.

Primeiramente, o cirurgião abre uma incisão abaixo da mama para ter acesso à glândula mamária.

Em seguida, separa o tecido mamário e abre espaço na mama para o implante. Após a colocação e a verificação da simetria entre os seios, ele realiza as suturas.

 

Na maioria dos casos a própria mama acaba encobrindo a cicatriz, o que agrada as pacientes.

A recuperação e a possibilidade de complicações são ainda menores nessa técnica.

Como é o pós-operatório da cirurgia de implante de silicone?

O pós-operatório varia de acordo com a técnica utilizada e se inclui ou não a mastopexia (retirada do excesso de pele) e mamoplastia (retirada do excesso de gordura).

A recuperação também depende muito do comprometimento da paciente em realizar todos os exames e seguir as orientações médicas no pré e pós-operatório.

A paciente pode sentir desconforto, dor nas mamas e pressão no peito nas primeiras 24 ou 48 horas, o que é reduzido com o uso de medicamentos para dor e diminui com o passar dos dias.

10 orientações para o pós-operatório do implante de silicone

  1. Mantenha hábitos alimentares saudáveis;
  2. Beba bastante líquido, especialmente, nas primeiras semanas após a cirurgia, pois isso favorece a cicatrização, o bom funcionamento do intestino e minimiza os riscos de trombose;
  3. Evite a ingestão de bebidas alcoólicas no primeiro mês, pois podem causar vasodilatação, piora de inchaço, sangramento e desidratação;
  4. Evite fumar, pois pode haver lesão vascular, isquemia tecidual e piora na qualidade da cicatrização;
  5. Não exponha a região torácica ao sol nos primeiros dois meses, pois a luz solar pode escurecer as cicatrizes;
  6. Não realize atividades físicas no primeiro mês ou mais, se recomendado pelo médico;
  7. Durma de barriga para cima nas primeiras seis semanas;
  8. Use meia de compressão pelo período de 20 a 30 dias para evitar trombose;
  9. Use um top justo ou sutiã cirúrgico por, pelo menos, 30 dias;
  10. Siga as orientações do seu médico e realize as consultas de avaliação.

A prótese pode sair do lugar?

Sim, isso é possível, assim como também pode haver uma assimetria das mamas após a cirurgia. 

Atualmente, esse risco é minimizado pela qualidade dos implantes mamários e técnicas utilizadas, mas ainda assim, o deslocamento pode ocorrer.

As razões para que isso ocorra são: 

  • Não  seguir corretamente as orientações pós-operatória;
  • Trauma mecânico;
  • Implante maior do que a capacidade torácica da paciente;
  • infecção;
  • Má técnica cirúrgica;
  • Implante de baixa qualidade, entre outros.

Nesses casos, a realização de nova cirurgia é indicada. 

Plano de saúde cobre implante de silicone? 

Geralmente, o plano de saúde não cobre cirurgia de implante de silicone. 

Isso porque a colocação de prótese é considerada uma cirurgia para fins estéticos e, portanto, não faz parte do Rol de Procedimentos e Eventos ANS.

Contudo, o convênio médico prevê a cobertura de reconstrução mamária para alguns casos, como tumores, cânceres, acidentes, entre outros.

Nestes casos, existe uma recomendação médica com relatório clínico.

Quando o plano de saúde autoriza a colocação de silicone, todos os custos com a equipe médica são de responsabilidade da operadora.

Qual o valor da cirurgia de implante de silicone?

O valor da cirurgia de implante de silicone varia bastante de acordo com o cirurgião, equipe médica, técnica utilizada e o hospital onde será realizado o procedimento. 

Todos os custos para a colocação de prótese, em geral, variam de R$12.000,00 a R$25.000,00.

Quanto tempo dura a prótese de silicone?

As próteses atuais são produzidas com gel de silicone altamente coesivo e revestimento resistente. 

Desta forma, os implantes podem ter uma vida útil bastante longa, não havendo prazo específico para troca.

Alguns fabricantes recomendam a substituição em até 20 anos. Por isso, é importante que após a cirurgia você siga fazendo o acompanhamento médico de rotina. 

Prótese de silicone atrapalha o aleitamento materno?

Em geral, a prótese de silicone não atrapalha o aleitamento materno, quando envolve apenas a realização do implante.

Entretanto, se junto com a colocação da prótese for feita também a mastopexia (retirada do excesso de pele dos seios) ou a mamoplastia redutora (retirada de gordura), pode haver dificuldade para amamentar.

Isso porque na retirada de gordura há também variado volume de glândula, que é o tecido produtor de leite. 

Quanto menos tecido residual, menos células produtoras de leite, o que pode prejudicar a amamentação. Entretanto, isso não é regra e varia de mulher para mulher. 

Silicone pode ser colocado em outras partes do corpo, além das mamas? 

Sim, as próteses de silicone podem ser colocadas em outras partes do corpo, como nas nádegas, coxas, panturrilhas, braços e, até mesmo, no rosto.

E se eu não gostar do silicone como eu faço para retirá-lo?

Caso você não se adapte à colocação da prótese é necessária a realização de nova cirurgia para retirada do implante. 

O explante mamário, às vezes, é necessário pelos sintomas que algumas mulheres apresentam após a colocação da prótese. 

São eles:

  • Insônia
  • Fadiga
  • Cansaço
  • Queda de cabelo
  • Dores no peito

Esse conjunto de sintomas também é conhecido como Síndrome de Asia. O silicone seria o gatilho para dispará-los, que são similares aos de doenças autoimunes.

Agora que você já sabe tudo o que precisa sobre cirurgia implante de silicone veja esse conteúdo que preparamos para você. Qual plano de saúde cobre cirurgia plástica? Saiba quais são as regras.

 

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Inscreva-se na nossa Newsletter