Problemas na Tireoide? Conheça mais sobre essa glândula e as 7 principais doenças relacionadas

national-cancer-institute-ce1jbtVoRmA-unsplash

Você sabia que problemas na tireoide podem atrapalhar o organismo humano como um todo?

A tireoide é responsável pelos hormônios que regulam diversas funções importantes do corpo, como o humor, o peso, as batidas do coração, o trânsito intestinal, entre outras.

Seu funcionamento é tão amplo, que o surgimento de problemas pode ser difícil de diagnosticar justamente porque pode afetar diversas partes do corpo. 

Aumento de peso repentino, fadiga, queda de cabelo, unhas fracas, mudanças no humor e palpitações podem ser sinais de problemas na tireoide.

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), cerca de 10% das mulheres acima dos 40 anos e 20% acima dos 60 anos de idade manifestam alguma disfunção na tireoide.

Neste artigo nós vamos falar sobre o que é tireoide, quais os principais problemas de tireoide, suas causas e se o plano de saúde cobre o tratamento.

O que é tireoide?

A tireoide é uma glândula que regula a função de órgãos importantes como o coração, o cérebro, o fígado e os rins.

Ela é controlada pela hipófise, uma outra glândula localizada no cérebro que, por sua vez, é controlada por uma região do cérebro chamada hipotálamo.

Por isso, alterações em qualquer uma dessas regiões podem provocar problemas e sintomas relacionados à tireoide.

A glândula produz os hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina), garantindo o equilíbrio do organismo.

Ela possui forma de borboleta (com dois lobos) e se localiza na parte anterior do pescoço, logo abaixo do Pomo de Adão.

Qual é a importância da tireoide para o organismo?

A tireoide ajuda a regular o metabolismo e o equilíbrio do organismo, estando relacionada ao bom funcionamento do coração, cérebro, fígado e rins.

Além disso, a tireoide também influencia o crescimento, o ciclo menstrual, a fertilidade, peso e o estado emocional.

7 principais doenças relacionadas a tireoide

Hipotireoidismo

No hipotireoidismo, a tireóide não funciona corretamente e é causado pela redução da produção de hormônios.

Apresenta como principais sintomas sonolência, batimentos cardíacos lentos, cansaço, ganho de peso, depressão, intestino preso e dificuldade de concentração.

Em geral, é causado pela tireoidite de Hashimoto, mas pode ser uma consequência da remoção da glândula ou de radioterapia cervical ou pode até mesmo ser congênito.

Hipertireoidismo

De maneira oposta, o excesso de hormônio da tireóide leva à aceleração do metabolismo, com aumento do consumo de energia pelo corpo.

Como resultado, a pessoa fica mais agitada, apresenta palpitações, piora na qualidade do sono, o intestino fica desregulado, o suor é excessivo e há emagrecimento.

Bócio

Bócio é o aumento do tamanho da tireoide. Ele pode ser difuso ou conter nódulos, podendo ou não estar associado à hiper ou hipotireoidismo.

Pode ter diversas causas, que incluem a falta de iodo, inflamação da tireoide por doenças autoimunes ou pela formação de nódulos na tireoide.

O aumento do volume da glândula é lento e progressivo e por isso a pessoa vai se adaptando. Somente quando a tireoide fica muito grande que as sensações de falta de ar, tosse, rouquidão e engasgos ocorrem.

Nódulos na tireoide

Existem diversos tipos de nódulos na tireoide, e a maioria deles é benigno, podendo se apresentar através de um caroço na parte anterior do pescoço, que não causa dor, mas que pode ser visto quando a pessoa engole os alimentos, por exemplo.

Ele pode ser identificado através da palpação, e de exames como ultrassonografia, tomografia e cintilografia da tireoide. 

Câncer de tireoide

É o tumor maligno da tireoide.

O tratamento é feito com a retirada da tireoide através de uma cirurgia, e pode haver necessidade de radioterapia, por exemplo. 

Tireoidite

Tireoidite é a inflamação da tireoide, que pode acontecer por diversas causas que incluem infecções virais e os vírus da caxumba e do sarampo, ou intoxicações por medicação, como amiodarona, por exemplo. 

A tireoidite pode ser assintomática, ou apresentar sintomas como dor na região, dificuldade para engolir, febre ou calafrios.

Tireoidite de Hashimoto

A tireoidite de Hashimoto é uma forma de tireoidite autoimune crônica, que causa inflamação, lesão nas células e, em seguida, prejuízos à função da tireoide, que poderá não secretar hormônios suficientes à circulação sanguínea.

Neste caso, a glândula costuma aumentar de tamanho, provocando o bócio, e podem estar presentes os sintomas de hipotireoidismo ou alternar entre períodos de hiper e hipotireoidismo. 

Quais as causas dos problemas na tireoide?

Hipotireoidismo e hipertireoidismo são causados por alterações nos níveis de hormônios secretados pela tireoide, e podem ter causas congênitas, autoimunes, inflamatórias ou secundárias a outras doenças ou efeitos colaterais de tratamentos, por exemplo.

Algumas medicações podem causar alterações na tireoide, como amiodarona, iodo, lítio e drogas para imunoterapia.

Nódulo e câncer de tireoide não possuem uma causa determinada. Pacientes que receberam irradiação no pescoço ou que tem familiar com câncer de tireoide são mais suscetíveis.

Quais são os grupos de risco para doenças relacionadas à tireoide?

Os principais grupos de risco para doenças relacionadas à tireoide são pacientes que: 

  • Possuem histórico familiar de doenças da tireoide;
  • Possuem anemia perniciosa, diabetes tipo 1, insuficiência adrenal primária, lúpus, artrite reumatoide, síndrome de Sjögren e síndrome de Turner;
  • Usam medicamentos com alto teor de iodo (amiodarona);
  • Tenham mais de 60 anos, especialmente as mulheres;
  • Tenham feito tratamento para doenças ou câncer da tireoide (tireoidectomia ou radiação).

5 principais exames relacionados à tireoide

Os principais exames realizados para detectar problemas na tireoide são:

  1. Exames de dosagem de hormônios: para avaliar a função da tireoide, as dosagens de T4 livre e TSH geralmente são suficientes.
  2. Dosagem de anticorpos: para o diagnóstico de tireoidite de Hashimoto e doença de Graves.
  3. Biópsia ou punção: somente deve ser feita quando o nódulo tireoidiano for suspeito para câncer de tireoide.
  4. Ultrassom (US) da tireoide: é o método de escolha para avaliar nódulo da tireoide. O exame também mostra as características de doença autoimune da tireoide e o tamanho.
  5. Cintilografia da tireoide: necessária quando há dúvida no diagnóstico de hipertireoidismo.

Qual é o tratamento para problemas de tireoide?

O tratamento para problemas na tireoide depende da doença apresentada.

Nos casos de hipotireoidismo, o tratamento é feito com levotiroxina. Nos casos de hipertireoidismo, o tratamento pode ser com droga antitireoidiana (metimazol), radioiodoterapia ou cirurgia. 

A maioria dos pacientes com nódulos de tireoide não precisam de tratamento, somente seguimento. Já o câncer de tireoide é tratado com cirurgia.

Plano de saúde cobre tratamento para as doenças da tireoide?

Sim, as doenças da tireoide estão relacionadas no CID 10 E07, da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID)

Os principais exames e procedimentos relacionados a problemas na tireoide fazem parte do rol ANS que contém a relação de todos os eventos, consultas, exames e terapias que os planos de saúde são obrigados a incluir.

Como exemplo, podemos citar a cintilografia da tireoide, ultrassonografia, ressonância magnética, tratamento para câncer de tireoide, ANTI-TPO e biópsia da tireoide.

Entretanto, é importante verificar junto à operadora do seu plano de saúde quais os procedimentos possuem cobertura. 

O rol de procedimentos e eventos ANS é válido para os usuários de planos contratados a partir de 1 de janeiro de 1999 ou adaptados à Lei 9656/98

Agora que você já sabe mais sobre os problemas da tireoide e a importância dessa glândula para o equilíbrio do organismo veja também Doenças Autoimunes: o que são, como funcionam, diagnóstico e tratamento. 

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Inscreva-se na nossa Newsletter