Quando procurar o urologista? Conheça os sinais de alerta

nik-shuliahin-BuNWp1bL0nc-unsplash

Neste conteúdo iremos responder quando procurar o urologista.

 Muito se fala em idas a este especialista quando falamos do público masculino, mas você sabia que ele também atende mulheres? 

Embora o profissional esteja diretamente relacionado à saúde dos órgãos reprodutores masculinos, ele também cuida do sistema urinário presente em todas as pessoas, homens e mulheres. 

Neste artigo nós vamos esclarecer para você o que é o médico urologista, para que serve, do que ele cuida e em que situações você deve consultá-lo. 

Urologista o que é?

O urologista é o médico responsável pelo tratamento dos problemas relacionados ao trato urinário de homens e mulheres e do sistema reprodutor masculino. 

Obrigatoriamente ele teve a formação como médico, com residência médica em cirurgia geral e especialização em urologia. Portanto, todo urologista é também um cirurgião.

O urologista também acompanha as cirurgias de redesignação sexual para pacientes transgêneros de ambos os sexos, orientando e acompanhando o resultado das funções genitais no pós-cirúrgico.

Qual a diferença entre urologista e nefrologista?

O médico urologista é responsável por estudar e tratar doenças que são relacionadas às vias urinárias (os rins, ureteres, bexiga e uretra) de homens e mulheres. 

Ele também é responsável pelo sistema reprodutor masculino.

Já o nefrologista trata apenas dos rins. Ele deve ser procurado quando o problema é específico deste órgão, como insuficiência renal, cistos ou infecções urinárias constantes.

A sua formação é em clínica médica, com especialização em nefrologia. 

O urologista, por sua vez, é um cirurgião e, portanto, trata os casos mais graves, aqueles que precisam de intervenção cirúrgica.

O que faz o urologista?

O urologista é o especialista responsável por tratar e diagnosticar as doenças do aparelho urinário tanto em homens, quanto em mulheres. Isso engloba bexiga, rins, uretra e ureteres.

Ele também cuida do sistema reprodutor masculino, que compreende o pênis, testículos, próstata e vesículas seminais.

É função do urologista diagnosticar e tratar também doenças relativas às adrenais ou glândulas suprarrenais. 

Essas glândulas estão localizadas acima dos rins e são responsáveis por produzir os hormônios cortisol e adrenalina.

Além disso, tradicionalmente, o médico urologista assume importante papel na realização de exames preventivos e check-up para os homens. 

Urologista trata o que?

A atuação do urologista é bastante ampla. Ele diagnostica e trata de doenças que acometem os rins, ureteres, bexiga, uretra, próstata, adrenais, testículos, epidídimos e pênis. 

Entre os problemas mais comuns tratados pelo urologista, tanto em homens quanto em mulheres, podemos citar:

  • Infecções e inflamações em todo o trato urinário; 
  • Cálculos renais; 
  • Cânceres no sistema urinário;
  • Dificuldade ou dor ao urinar;
  • Incontinência urinária;
  • Infecções urinárias;
  • Distúrbios miccionais.

Já em relação ao sistema reprodutor masculino, o urologista é responsável por diagnosticar e tratar: 

  • Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs); 
  • Fimose; 
  • Ejaculação precoce; 
  • Impotência sexual; 
  • Curvatura peniana; 
  • Infertilidade;
  • Tumores que acometem o sistema reprodutor masculino;
  • Impotência sexual;
  • Dores durante o sexo.

Para tratar as doenças, o urologista pode solicitar diversos exames para realizar um diagnóstico preciso, além do exame clínico. 

Cabe ao especialista avaliar cada caso e decidir quais exames ou procedimentos são necessários para chegar a um diagnóstico.

Quando procurar o urologista? Conheça os sinais

Alguns sinais relacionados ao aparelho urinário podem indicar a necessidade de visitar o urologista para obter diagnóstico e tratamento efetivos e preservar a qualidade de vida. 

Sempre que um paciente apresentar sintomas e desconfortos relacionados a esta região do corpo, como dor nos rins, dificuldades ou dor para urinar, vermelhidão na região, sangue na urina, entre outros, o urologista deve ser consultado.

No caso dos homens, quaisquer incômodos durante as relações sexuais, feridas no pênis ou região escrotal, verrugas, coceira, vermelhidão, ejaculação precoce ou outros problemas sexuais indicam a necessidade de consultar um urologista. 

A consulta com o especialista também deve ser realizada quando o paciente apresenta qualquer sinal que possa indicar a presença de doenças sexualmente transmissíveis

Na primeira consulta,  normalmente é realizada uma avaliação para saber o estado geral de saúde da pessoa, além de serem indicados exames que avaliem o sistema urinário masculino e feminino e exames para verificar a fertilidade masculina.

Qual frequência visitar urologista?

Para os homens, o urologista deve ser consultado uma vez ao ano para acompanhamento de rotina. Esse cuidado aumenta a partir dos 45 anos, com o objetivo de prevenir o desenvolvimento de câncer de próstata e outras alterações.

Embora a maioria dos homens não tenha o hábito de realizar consultas periodicamente, elas são muito importantes para preservar sua saúde e evitar doenças comuns para o público masculino, como o câncer de próstata e infertilidade. 

No caso das mulheres, as consultas devem ocorrer quando há algum desconforto ou sintoma de doença no aparelho urinário.  

O que perguntar a um urologista?

Quando você vai ao urologista, principalmente, na primeira vez é importante fazer todas as perguntas que você considera relevantes sobre doenças do trato urinário, como por exemplo:

Dor ao urinar pode ser infecção ou pedra nos rins?

Dor abdominal é um problema intestinal ou urinário?

E dor na lombar tem relação com problemas no aparelho urinário? 

Qual deve ser a cor da urina? 

Não tenha receio de tirar todas as suas dúvidas, pois uma pergunta bem esclarecida pelo médico pode ajudá-lo a identificar sintomas e prevenir doenças.

Em relação aos homens, tudo o que se refere à saúde sexual masculina e fertilidade deve ser conversado abertamente. 

É importante que o urologista conheça seus hábitos, sua rotina sexual, possíveis desconfortos, dores ou qualquer sintoma que fuja da normalidade.

Assim, ele poderá orientá-lo sobre os tratamentos ou investigar possíveis doenças por meio de exames. 

Como são os exames solicitados pelo urologista?

Para rastrear doenças do aparelho urinário de homens e mulheres ou do sistema reprodutor masculino, o urologista pode solicitar uma série de exames. Os mais comuns são:

  • Exames de sangue: para avaliar o trato urinário, como creatinina, ureia, ácido úrico e contagem de leucócitos e o marcador tumoral PSA;
  • Exames de imagem: ultrassonografia e ressonância magnética;
  • Espermograma;
  • Biópsia vesical;
  • Uretrocistoscopia;
  • Exame de toque retal;
  • Laparoscopia;
  • Fluxometria;
  • Uretrocistoscopia.

O urologista define a quantidade e quais exames devem ser realizados conforme cada caso.

Além dos exames citados acima, vale ressaltar que o urologista também realiza a prevenção, diagnóstico e tratamento de tumores no trato urinário.

Qual o preço médio de uma consulta urologista?

As consultas ao urologista costumam ter o mesmo valor das consultas de qualquer outra especialidade. 

Com pagamento particular elas variam entre R$ 70,00 a R$ 200,00, em média. 

Entretanto, médicos que se especializaram em alguma subárea, como por exemplo a realização de vasectomia, ou que possuem muita experiência em um tema como câncer de próstata, podem ter seus valores de consulta aumentados.

O profissional tem a liberdade de estabelecer o preço de consulta que julgar mais adequado e cabe ao paciente decidir se vai efetuar o tratamento com ele ou procurar outro médico.

O plano de saúde cobre consulta com urologista?

Sim, as consultas ao urologista assim como os principais exames relacionados à especialidade fazem parte do rol de procedimentos ANS e, portanto, obrigatoriamente devem ser cobertos pelo plano. 

Quer saber mais sobre os exames de rotina homem? Conheça nesse artigo os principais exames que o homem deve fazer periodicamente.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Inscreva-se na nossa Newsletter